A sinfonia lá de fora 1

A sinfonia lá de fora

Em P40 por perdidoaos403 Comentários

Hoje choveu mais uma vez, estou aqui na época de monções, é terça a noite e faltam pouco mais de uma semana para terminar meu trabalho aqui, depois partir, com o coração partido.

img_6712

Esse quarto simples vai deixar saudades, cama dura coberta com uma tela de proteção contra insetos que nem sempre funciona, juro que vivo procurando buracos na tela mas não os encontro, o jeito foi me acostumar, chuveiro frio, água quente somente depois da aula pois o sol quente aqueceu a caixa e ela dura alguns poucos minutos, em seguida esfria novamente e já virou parte da rotina.

A casa simples, na verdade é um quarto com banheiro mas que gosto de chamar de casa. Quando estou na rua comprando algo para comer e alguém me pergunta para onde vou, digo que estou voltando para casa.

Ela fica dentro do terreno da escola que trabalho, voluntário, tenho de companhia alguns cachorros e já sei alguns nomes, do lado direito fica a casa de um dos professores, ele que prepara as minhas refeições, do lado esquerdo fica a casa de uma de minhas alunas e sua irmazinhã menor, as duas se divertem muito juntas e vivem batendo na minha porta, teacher teacher teacher, abro a porta e a bagunça começa com as duas saltando na minha cama, eu só rio e as abraço, pois sou apaixonado por elas, principalmente pela menor, Kachum, nome estranho né? Mas é assim mesmo e, se falar errado, ela te corrige com o sorriso mais lindo que já vi na minha vida gritando Kachunnnnn.

Aqui sinto cheiro de mato, fico de frente para um campo de futebol que já corri descalço diversas vezes com os alunos e logo mais adiante fica um templo budista, onde moram 9 monges e onde já estive algumas manhas com os alunos nas orações do dia do Buda, são 4 por mes.

Não tenho TV no quarto, aliás tenho sim, mas nem sei como liga, nem se liga, para mim ela parece um enfeite que fica em um canto, do lado da cama, virada para a parede, pois ela não me interessa nem um pouco, tenho tantas coisas mais interessantes para assistir.

Hoje em especial o barulho lá fora está alto, grilos, sapos e não sei mais que tipo de bichos numa sinfonia que não para, vou dormir assim, feliz, esperando pelo amanhã para sair de casa cedo em direção ao meu café da manhã ouvindo pelo curto caminho de poucos metros até a cozinha os alunos dizendo “Good morning teacher Andre” mais ou menos umas 54 vezes.

Felicidade de poder viver isso, gratidão por ter me perdido um dia e ter a honra de partilhar um pouquinho do que aprendi com essas crianças e levar comigo para o próximo destino um aprendizado que eles nem imaginam que estão me dando.

Perdido aos 40

 

Comentários

  1. Oi Andre,
    Confesso que fiquei muito emocionada lendo esse texto. Fui voluntaria na Africa do Sul 2 anos atras e no proximo ano estarei largando tudo aqui no Brasil para dar continuidade ao meu projeto.
    Quem sabe nos encontramos por ai para compartilhar nossas experiencias.
    Abs

    1. Author

      Obrigado Aline!
      Muito bom saber que estou conseguindo tocar as pessoas.
      Lindo o trabalho que fez, espero que faça mais no futuro sim, vou deixar o link para você do meu trabalho na Tailândia caso se interesse, ok? Eu to na capa do site (haha) http://www.freevolunteerthailand.org
      Vamos nos esbarrar por ai ainda.
      Abraços

Leave a Comment