Simples 1

Simples

Em P40 por perdidoaos40Leave a Comment

As Petronas em Kuala Lumpur já foram as torres mais altas do mundo e depois as torres gêmeas mais altas do mundo e, agora, apesar de perderem os 2 títulos, continuam entre os maiores arranha-céus do planeta e sua beleza é surpreendente.

Esse era meu foco principal assim de desembarquei na cidade, corri para o hostel, larguei o mochilão e fui direto conhecê-las.

Existe uma estação do metro que te deixa em frente as torres, estava super ansioso subindo as escadas quando elas começaram a aparecer diante dos meus olhos.

Woooooowwwwwww!!!

Eu abri o maior sorriso que consegui, eu estava lá!Simples 2

– Prazer Petronas, eu sou o André.

Passei o dia olhando as torres, encontrei um café no térreo de um hotel e fiquei por lá até escurecer e ver suas luzes que a deixaram ainda mais linda. Eu estava namorando.

Aqui eu posto algumas fotos para vocês comprovarem como ela é linda.

Sempre que falar de lugares eu tenho as fotos mas sempre que eu falar de pessoas eu tenho minha memória.

Confesso que demorei um tempinho para entender que não era sobre os lugares e sim sobre as pessoas que se tratavam minhas viagens, eu amo conhecer novos lugares, rios, florestas, praias, construções mas o que torna tudo isso inesquecível são as pessoas.

Minhas melhores lembranças são com elas. Como com a minha família num delicioso almoço de domingo ou, quando minha mãe entrou no quarto para reclamar de algo e eu e meus 2 irmãos iniciamos uma guerra de travesseiros com ela.

Ela gritava socorro para o meu pai, haha: – Aí bem, me ajuda!!!

Sentado no topo de uma montanha no norte do Vietnã falando sobre a vida com uma senhorinha que preparava um pequeno buque de flores para me presentear sem que eu percebesse.

Sobre os sorrisos nas ruas, sobre abrir a porta para alguém passar, sobre ceder seu lugar para alguém mais velho.

Sobre tomar um delicioso café passado naquele coador de pano lá na casa da vó.

Sobre cheiro de terra molhada. Sobre ver o cachorro correndo atrás do próprio rabo e o gato folgado espreguiçando-se na janela.

Sobre matar uma garrafa de vinho barato sentado na calçada com os amigos.

Sobre inventar letras de músicas durante a madrugada com sua amiga numa das frias noites de Dublin ou sobre abrir a porta do banheiro e ela estar bloqueada por uma pilha de almofadas até o teto, em San Diego, duas amigas aprontaram isso comigo, rs.

Sobre amanhecer tocando violão com um monte de gente que acabou de conhecer e só ir embora depois que o Sol nasceu em Paquetá.

Não importa quanto dinheiro você tenha, ser simples é outra história que dinheiro nenhum compra, não acha isso estranho? O dinheiro não compra o simples.Simples 3

Assim me lembro da minha breve passagem pela Malásia, apesar de encantado com as torres foi na hora de ir embora que a viagem se tornou inesquecível.

Entrei no ônibus rumo ao aeroporto e conheci o Peter, um senhor americano de 65 anos de idade, passamos quase 2 horas juntos conversando sobre tudo.

Peter contou sua história, ele tinha muito dinheiro, muito luxo e uma casa que ele gastou mais de meio milhão de dólares para construir no Hawaii porém pouco tempo depois a casa pegou fogo e ele perdeu tudo.

  • Tudo Peter? Eu perguntei.

Ele ficou com o terreno, construiu diversos bangalôs e alugou para os turistas e depois com dinheiro novamente passou a viajar por aí.

Peter descobriu que tem câncer de pulmão.

– Eu nunca coloquei um cigarro na boca em toda minha vida.

Mas foi a fumaça do vulcão que o deixou silenciosamente doente mesmo morando no paraíso.

– Peter, é possível ser feliz mesmo estando doente?

– Sim, pois eu que tenho a doença e não ela que me tem, eu que decido.

Sim, ele é um cara especial e simples.

O simples encanta e atrai.

Somos importados para os corações das pessoas tornando-nos importantes.  (Mario Sérgio Cortella)

 

Na simplicidade esconde-se a beleza.

Seja simplesmente simples.

Perdido aos 40

Leave a Comment