Quem é você? 1

Quem é você?

Em P40 por perdidoaos402 Comentários

Médico, advogado, professor, farmacêutico etc.?

Não, não pergunto o que você faz ou em que se formou, quem é você?

Difícil se descrever?

Deixa eu tentar falar algo sobre mim como exemplo, ok?

Tenho 43, novidade, rs tenho muitas ambições na vida, não sobre ter um milhão de reais, dólares ou euros na conta, mas sim em ter o máximo de experiência que eu puder, de sentir algo tão bom dentro de mim que faça meus olhos brilharem, de frente a qualquer dor carregar a certeza que tudo ira melhorar sempre.

Eu sempre acredito no melhor, sou aquele que sorri quando escuta alguém falando algo bom sobre mim olhando nos meus olhos e sou aquele que retribui olhando dentro dos olhos das pessoas, aquele que abraça para esconder uma lágrima e que olha para o céu e enche o peito para dizer bem alto dentro da minha mente: – Você é o cara, eu nunca conseguiria fazer melhor, com toda certeza, good job!

Aquele que sente quando vê alguém pedindo esmola nas ruas e que mesmo sendo chamado de trouxa ainda assim continuo doando algo que eu possa, como um refrigerante, um chá ou um cobertor, pois ainda sinto-me muito mal por ver cenas como essas.

Sou alguém que mora muito longe da família, não consigo vê-los aos finais de semana e mato as saudades por fotos, redes sociais e telefonemas, mas ao mesmo tempo recebo deles todo apoio para continuar seguindo meu caminho.

Sou alguém comum que descobriu que poderia ir muito mais longe do que achava que iria, aquele que arriscou e que foi chamado de corajoso por um monte de gente e de maluco por outros tantos.

Como você pode largar sua vida aqui?

Carro, empresa etc. Isso era o que eu ouvia, mas agora são questões tão bem respondidas dentro de mim, pois o que sinto hoje, mesmo com um futuro incerto e talvez exatamente por isso mesmo, eu sinto uma alegria que há muito tempo não sentia.

Tenho um objetivo claro, mostrar a todos que podemos fazer o que quisermos enquanto respirarmos, isso chama-se o dom da vida, afirmo isso pois eu já me senti assim, já voltei para casa e deitei em meu sofá com a TV ligada pensando que estava perdendo algo importante por aí, então eu arrisquei e sabe de uma coisa? É extraordinário, tenho dias ruins, claro, mas os bons dias são tão bons que não consigo trocá-los por uma vida segura dentro de um apartamento de 2 quartos por aí, estou crescendo e somente em 2 quartos não caberiam todas minhas experiências.

Tem essa vontade também?

Perca-se, permita-se e descubra enfim quem você é.

Agora é a sua vez, quem é você?

Perdido aos 40

Revisão: Daniele Lopez

Comentários

  1. Oi André, adorei seu texto, também passei por esse processo de desconstrução e construção ai na Ilha verde! Larguei aquele meu trabalho bom, com estabilidade, bom salário, em RH… quando percebi que me sentia muito mais remunerada atendendo de graça na clínica da faculdade, do que no meu bom trabalho! Resolvi sair da minha zona de conforto, para não ficar tentada a me acomodar ao mundo de possibilidades financeiras de uma vida infeliz! Sucesso sem felicidade é fracasso! Fui lavar pratos, fazer faxina, virar babá, e no fim acabei me encontrando com minha paixão ai, comecei a atender!
    E descobri muito, muito mesmo, de mim!!!
    Obrigada por partilhar seus pensamentos!!!
    Vamos juntos

    1. Author

      Obrigado Luana, esse é o lado bom que encontramos quando resolvemos sair da zona de conforto e pensar fora da caixinha.
      De tudo que passei até hoje o saldo é muito positivo, por isso sinto imensa gratidão por tudo que vivo.
      Boa sorte em seu projeto e vamos juntos sim.

Leave a Comment